O encantamento com o fundamental

by • 5 de outubro de 2013 • inspiração, JornadaComments (6)9392

acender fogueiras de curiosidade

Foto que tirei na Suécia, na época em que escrevi um post tão emocionado quanto este aqui

Agora há pouco, peguei uma fruta na cozinha. Uma ameixa. De tão suculenta, em segundos me vi apenas com o caroço na boca. E percebi, por acaso, que ele estava rachado. Abri o caroço com os dentes e me deparei com outro caroço dentro, o caroço do caroço.

Isso me fez pensar: a gente chega na essência das coisas por acaso?

Como saber se a gente esbarrou naquilo que há de mais fundamental?

Certos períodos da vida nos deixam assim, como que esbarrando nos caroços do mundo. Estou agora num desses instantes, muito permeável ao que acontece à minha volta, depois de uma maratona de dias e dias e semanas dormindo pouco e me dedicando bastante, ao lado de várias outras pessoas, para que o livro Volta ao mundo em 13 escolas seja compartilhado com o mundo da melhor forma possível que somos capazes de conceber hoje.

Agora, mordendo o caroço dentro do caroço da ameixa, me deparei com um gosto difícil de descrever, o mesmo gosto que senti visitando as escolas da jornada – o gosto do encantamento com a realidade.

Lembro que, a certa altura das viagens, quando estava na Suécia, escrevi um post bem breve no blog, ressaltando que instituições são feitas de pessoas e, por isso mesmo, no limite, não estamos falando de escolas, mas de histórias de vida, de gente que subverteu as dificuldades e cultivou tanto a si mesmo quanto os outros.

À época daquele post, estava emocionado, cheguei a chorar enquanto escrevia o texto. E agora, mais de um ano depois, a dois dias do fechamento do livro, me encontro encantado de novo com o mesmo elemento exposto no post – ou seja, encantado com as pessoas, e as disparadoras dessa comoção foram justamente as pessoas que dedicaram tantas horas para que esse livro fosse parido nas entranhas de um movimento que clama por uma educação diferente.

No exato instante perto do fim desta fase, percebo que acabei de tocar, de novo, o caroço do caroço deste processo. Acabei de tocar o que há de mais fundamental na nossa jornada: os encontros.

Quando valorizamos os encontros com as pessoas e, mais, com o mundo, um encantamento quase sublime nos arrebata, respingam sorrisos na boca, saltam arrepios na pele, espantos doces faíscam.

E do que é feita a educação senão da matéria dos encontros?

Ontem, relendo um livro do Paulo Freire, encontrei uma frase bem emblemática:

Se a educação não pode tudo, alguma coisa fundamental a educação pode.

Penso que uma das algumas coisas fundamentais que a educação pode é resgatar o encantamento dos encontros, e sinto isso bem mais fortemente no final dessa jornada. Retomar o espanto e a contemplação atenta diante dos caroços dos caroços. E o encantamento não é deslumbre, vai além do verniz das coisas. Um encantamento genuíno não é ingênuo, é poético.

Como diz uma educadora que encontramos na jornada, a dona Maria Vilani, “meu maior objetivo é escrever um verso em cada vida que passa por mim”. Escrevendo versos uns nos outros, nos encantamos mutuamente, nos educamos interdependentemente.

Como não canso de repetir, obrigado a todos que compartilham dessa jornada. Nesse caso, aliás, a palavra obrigado é eufemismo. Por isso, criei uma palavra nova para exprimir melhor essa minha gratidão, à la Guimarães Rosa:

Obrigadimenso.

Pin It

Related Posts

6 Responses to O encantamento com o fundamental

  1. Marcia Cristina Rodrigues disse:

    O Projeto de vcs me encanta e me emociona. Sempre. Fã incondicional. Abs

  2. Rosa Marques disse:

    Encantadoramente encantada com o encontro dos meus olhos com essas suas palavras e do meu ser com a essência delas…

  3. Rosa Marques disse:

    Encantadoramente encantada com o encontro dos meus olhos com essas suas palavras e do meu ser com a essência delas…

  4. Lenileide Medeiros disse:

    Parabéns pelo projeto, lindo, emocionante!!! E é nessa simplicidade de cada ser humano que encontramos a verdadeira essência, o que é fundamental para a educação e a vida.

  5. Edileuza Gomes disse:

    Nossa, estou encantada em conhecer vcs e o projeto. Recebi a revista Você S/A de nov.13 e fui ler imediatamente essa história inspiradora. Baixei o livro, compartilhei com o grupo da Universidade onde curso Licenciatura em Ciências Biológicas (UFRPE), pois falamos sobre isso na aula de Psicologia, sobre o olhar do Educador. Nossa, mega feliz por ter essa oportunidade, e obrigadaço por compartilharem todo esse conhecimento, energia e emoção. Beijo grande no coração de todos vocês!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *